Igreja Católica Apostólica Nacional de Cabinda

Nomeação Episcopal de Monsenhor Jorge Casimiro Congo, Bispo de Cabinda

A Igreja Nacional Católica Apostólica de Cabinda nomeou como Bispo da Arquidiocese de Cabinda o Rev.mo Sacerdote Jorge Casimiro Congo, do clero da Diocese de Cabinda.


We say no to the nomination of :

Filomeno Vieira Dias Arrete Satanas

Appointed Bishop of Cabinda this Angolan born Bishop, cousin of the Director Secret State Police of Angola and member of one of the MPLA Regime most influential families is a political decision to perpetuate the oppression of the Cabindan People by the MPLA this regime is in power with the complicity of Chevron, Texaco, Halliburton, etc..., we live in misery and humiliation from the USA companies and he criminal MPLA administrations.

If this nonsense of the appointment of an Angolan Bishop to oppress further the natural aspirations of freedom of the Cabindan people go ahead we see no other alternative then to declare the presence of the Roman Catholic Church null and voided in the territory and Nation of Cabinda as it no longer represents the aspirations of the People and the Nation of Cabinda, and we call for the Formation either of a Cabindan National Catholica Apostolic Church or the move to the Anglican Church of the faithful.

So Mote It be.

What has this Christian Nation did to deserve the aggression of the Americans!
What has this Christian Nation did to suffer the aggression of Texaco-Chevron!
What has this Christian Nation did to be raped by the American conglomerates Texaco-Chevron!

Message to the Vatican

Why has Mr. Filomeno Vieira Dias, Cousin of the Director of the Secret Police of Angola been appointed by the Vatican in Rome has Bishop of Cabinda?

Em Cabinda mandam os Cabindas em Itália mandam os Italianos, capichi Signore Eugénio Dal Corso.

Mensagem para o Millan Zednichek


Nemuzu te nazvat jinak nez velky srac.

Co si myslis, ze jsi? Jenom protoze jsi lez do prdele Vatikanu a byl jsi zadobre s generalnim vikarem, tak to tady nic neznamena.
Jenom protoze jsi ve stredu Afriky, nemysli si, ze jsi obklopen zviraty a opicemi.

My Cabinda lidi, kteri mame 5000 letou historii, my mame pravo a civilizaci daleko pred vamy a vy jste se jen honily v koulich pramadaru.

To co delas, jenom sere cely system.

Tak se zbal a vypal ty sraci.

Ty jsi v Cabinda persona non grata.


Open Letter to Pope Benedict

20 August 2006 - I am writing this open letter to you today, because I am seriously concerned with the tactics of oppression, division and collaboration with the aggressor MPLA Regime in Cabinda, instigated by elements in the Diocese of Cabinda.

I am writing to you with direct concern about events that happened in the MPLA occupied Republic of Cabinda on the 13 of August 2006: A priest called the police to apprehend beat and turtured the faithful that refused to participate in a Church service includind the local Church cathecist. Problems have intensified since the appointment of an Angolan to be Bishop of Cabinda, Filomeno Vieira Dias, an Angolan Bishop member of one of the leading families of the MPLA and direct cousin of the Director of the Secret Service of Angola.

Additionally the replacement of the Cabindan Vicar General with a non Cabindan also is inexplicable. Lastly, the Vatican participation in commemorating the false peace treaty between the traitor Bento Bembe and the Marxist MPLA last month is the final insult. Liberated Cabinda will henceforth accept only Cabindan nationals in the role of Church leadership, all others who collaborate with the Marxists do so at their peril including Millan Zednichek.

With very much regret,
Mangovo Ngoyo


Aos Reverendos Padres de Cabinda
A Juventude Cristã de Cabinda

C/C :Excelência Dom Paulino Madeca, Bispo Emérito de Cabinda.
Excelência Presidente da Republica de Cabinda
As Comunidades Cabindas residentes: Congo-Brazzaville, Congo Democrático, Gabão.

Ponta-negra, aos 18 de outubro de 2006.

À todos aqueles que esta carta encontrar ou receber, desejo saúde, paz e esperança em Jésus Cristo.

Carissimos, cada dia que passa, estamos aproximar-se ao genocídio. Encontrando-me actualmente fora de Cabinda a estudar, tenho vindo acompanhar a evolução do nosso Povo e da nossa Terra, Cabinda.

Muito lamento o que está a suceder após a reforma do nosso Bispo Emérito Dom Paulino Madeca.

Em 1997-1998, aquando do meu regresso da Europa por aquilo que sucedeu entre o senhor Padre Carlos Mbambi e a minha pessoa, fui claro a elucidar a sua Eminencia Dom Paulino Madeca que haveria um sacerdote que daria cabo da diocese e iria põr a vida sacerdotal dos demais na espada e parede, ninguém quis prestar-me atenção. E eu perguntaria hoje onde estamos? As intenções do mesmo senhor sacerdote em autofirmar-se como melhor, é e foi sempre o único objectivo dele ser “Bispo de Cabinda”, isto começou antes mesmo da sua ordenação.

O mesmo compartilha situações politicas e hoje só quem não sabe qual foi o seu papel após de tudo quando aconteceu no país vizinho, Congo-Brazzaville.

Perante, as prisões inadequadas, diante do abismo que a diocese está passando, convido o Povo de Cabinda, a juventude, os responsáveis para analizarmos quem foi e é o nosso “ Judas”. O Dom Filomena não pode tomar uma decisão de põr jovens na prisão e possuir a lista de alguns jovens sem que haja sacerdotes e jovens colabodores. A experiência vivida, ensinou-me muitas coisas e como se diz a “experiência é a mãe da ciência”.
Existe em Cabinda madres, leigos (as) e alguns jovens que recebem orientações da Betânia para depois incendiar. “TRAIR PARA VENVER” onde vamos? Onde está o evangelho?

“A batina não deve servir a politica para cruxificar mas sim deve servir para salvação”

Ocorreu informações que o senhor Padre Carlos Mbambi, tinha ajudado alguns intelectuais de Cabinda para elaboração duma carta dirigida ao Presidente do MPLA e de Angola após a assinatura do entendimento que realizou em Namibe con o senhor Bento cujo o conteúdo é do conhecimento de várias pessoas, mas qual é a razão? E a finalidade? Depois de vender, queremos reclamar, deixemos de ser enganados, não devemos deixar a escuridão nos invadir se ainda temos um olho aberto.

Acredito que “Nenhum homem é uma ilha” esta frase que é do famoso filósofo Thomas Morus, deve ajudar-nos a compreender muitas coisas. Como se explica hoje a prisão dos catequistas? Da dona Guida, Mano Neto e do primo Xavier? Será que o Dom Filomena sonhou? E policia imaginou? Há un jogo do rato e gato.
O homem ao enxergar o outro ou o seu semelhante não lhe é indiferente mas sim tem as suas visões particulares, a justiça envolve questões de valores, de convivência fraterna, moral e espiritual.
O evangelho proclama a ‘paz, a salvação’? mas onde está a nossa salvação hoje? Busquemos primeiro o “REINO DE DEUS”, este reino que consite na justiça. Povo de Cabinda, as lágrimas que caiem sem parar deve monstra-nos o nosso itinerário, mamans continuem a rezar, a vossa fé é a nossa alegria.

Se os Padres Cabindas tais como o ‘Falecido Padre Pitra, Padre Faustino, Bispos, Dom Muaca, Franklin da Costa, Dom Pouaty” estivessem vivos, qual seria a appreciação deles? Depois de verem que a diocese que os viu a nascer está sendo marginalizada, e a CEAST onde trabalharam durante vários anos, abandonou os seus.

A miséricórdia sacerdotal deve ser transmitida para todos e não só em beneficio dos outros.
Vamos nos aproximar do advento, peço a Dom Filomena, sendo pastor que tenha a boa fé de reconciliar os “Factos e os efeitos” que se vive hoje na diocese afim de celebrarmos condignamente un “NATAL FELIZ”, que deve trazer paz, alegria e amor nos cristãos.
Que Jésus, redentor do género humano, luz e verdade, ilumina os nossos corações, Agradeço.

Jean-Claude Tati, Étudiant


 

MENU - SITE MAP

cabinda@gmail.com